Escola da Família 2018 – Inscrições

Inscrição Programa Escola da Família 2018

Um importante projeto para famílias de baixa renda, e para jovens que de igual situação financeira que desejam entrar no ensino superior, veja como funciona o Programa Escola da Família.

A escola da família é mais um projeto criado pelos sistemas do governo do estado, visando atingir tanto famílias como jovens de baixa renda familiar, para um intercâmbio de experiências dentro de uma instituição, a fim de afastar os mesmos do mal caminho que afetam as grandes cidades dentro do país, veja como fazer a sua inscrição no Escola da Família 2018.

escola-da-familia

O programa Escola da Família 2018 funcionará da mesma maneira que outros anos: as famílias poderão levar seus filhos e interagir com eles nos finais de semanas nas escolas escolhidas. As mesmas realizam atividades culturais a fim de entreter a todos, nos dias sábados e domingos.

Dentro das atividades realizadas pela Escola da Família 2018 também se incluem esportes, atividades que envolvem trabalho, saúde e outros. São realizados em escolas estaduais, e além de ajudarem à famílias de baixa renda, auxiliam jovens que participam no desenvolvimento destas atividades, dando uma bolsa de financiamento para cursar o ensino superior, onde o mesmo é chamado de bolsa faculdade.

Os jovens universitários que fizerem inscrições para escola da família terão todo o ensino superior gratuito pagado pelo governo, onde esse valor é pago metade dele pela faculdade onde o mesmo estará cursando, e a outra metade pelo governo do estado de são Paulo.

As inscrições para a escola da família podem ser feitas online, e até o momento o programa acontece somente dentro do estado de são Paulo. Esperasse que futuramente se espalhasse para os outros estados, auxiliando mais jovens e famílias de baixa renda.

inscricoes-escola-da-familia

Inscrições para o programa Escola da Família 2018

Para que os jovens que auxiliam nas atividades culturais no final de semana possam fazer a sua inscrição no programa, é preciso que os mesmos tenham o ensino médio completo, além de ser maior de idade, mais de 18 anos. Além disso, o jovem precisa ter sua matricula efetivada em uma instituição de ensino superior, e essa mesma instituição deve ter um convenio com o SEE/FDE.

Para realizar a inscrição é preciso acessar o site do programa Escola da Família www.escoladafamilia.fde.sp.gov.br/ e ter seus documentos em mãos. Exigem um critério de seleção dos participantes, onde esses critérios incluem: as despesas existentes na casa do candidato, a renda mensal do mesmo e o da sua família, a quantidade de moradores que a casa possui e qual é a função de cada um deles, onde trabalham, e também será preciso saber qual é o tipo de imóvel em que o mesmo se encontra.

programa-escola-da-familia

Tudo a fim de verificar se o candidato precisa mesmo participar do programa escola da família 2018, e se precisa mesmo da bolsa faculdade. Este critério é feito devido ao grande numero de candidatos que se inscrevem todos os anos.

A escola da família é um importante programa que possui vários parceiros atuando em conjunto com o mesmo, se você é de São Paulo e tenha renda baixa, procure informar-se em uma unidade mais próxima do projeto.

Escola da Família Como Funciona?

Como Funciona o Programa Escola da Família

Veja como funciona um dos programas sociais criados pelo governo que mais envolve a comunidade e saiba o que é o Programa Escola da Família.

Um dos programas sociais criados pelo governo, no intuito de envolver a comunidade e as pessoas que possuem baixa renda é o conhecido programa Escola da Família. Esse nome deve-se ao fato de que, ao reunir-se a comunidade toda dentro da escola, a mesma é considerada uma família só, tendo como valores o respeito mútuo e a convivência em harmonia, veja a seguir os requisitos para o Escola da Família e como você pode se inscrever.

como-funciona-escola-da-familia

Para entender o que écomo funciona i Escola da Família foi criado este texto com as principais características do programa, para resolver as principais dúvidas das pessoas em relação ao mesmo. De inicio, é possível definir a Escola da Família como um projeto social criado pelo governo, a fim de envolver as comunidades mais pobres para realizar atividades culturais nos finais de semana nas escolas.

O programa consiste em reunir uma série de atividades relacionadas à esporte,  cultura, lazer e trabalho, nos finais de semana dentro das escolas estaduais, com o objetivo de reunir as famílias de baixa renda e animá-las a realizar as atividades em conjunto. O programa criado pelo governo fez com que as escolas deixassem de ser alienadas nos finais de semana, e passem a ser um ponto de encontro da comunidade.

O fato de o governo ter escolhido as escolas para que as famílias possam participar da escola família, deve-se ao fato de que em muitas comunidades mais pobres, não existam espaços de lazer, como praças, casas de veraneio, e outras. Com isso, a escola é a única instituição capaz de comportar um grande numero de pessoas, e ainda conta com locais para a prática de esportes, áreas estas que podem não existir em outros lugares de algumas cidades.

Como participar do Escola da Família?

Para participar da escola família, basta que um dos integrantes da mesma faça um cadastro no site do governo federal. De inicio, não são todos os municípios brasileiros que possuem o programa em suas localidades, mas isso é possível verificar no momento da inscrição.

escola-da-familia-como-funciona

A mesma inscrição pode ser feita para os estudantes que desejem ajudar no programa, e que também são aqueles que possuem baixa renda. Através da inscrição para o programa é feita uma seleção de jovens que realmente se encontram em condição vulnerável, e são chamados para participa.

Para que estes jovens possam participar da Escola da Família, além de serem de famílias de baixa renda, os mesmos precisam estar com a matrícula efetuada em uma instituição de ensino superior privada, e ter disponibilidade para participar das atividades nos finais de semana. Tal fato deve-se a que os jovens que esteja inclusos no programa, poderão ganhar uma bolsa de 100% paga para a faculdade, onde metade do valor é pago pela instituição, e a outra metade é paga pelo governo.

Entendeu como funciona a Escola da Família? Então veja se seu município possui o programa e inscreva-se para ajudar. Indique famílias de baixa renda que conheça para que possam participar das atividades, pois elas são gratuitas. Acesse: Inscrições Escola da Família.

Calendário Escolar 2018

Qual é o calendário escolar de 2018

O calendário escolar de 2018 é um documento muito importante para uma escola, pois é através dele que os professores poderão se organizar na distribuição dos assuntos de sua disciplinas, organizando também épocas de trabalhos e avaliações em geral.

calendario-escolar

Com a divulgação do Calendário Escolar em 2018 tanto os professores e alunos, como também os familiares dos alunos, poderão saber o cronograma escolar de 2018. Ali possui todas as informações para se saber sobre seu ano letivo.

Um exemplo disso é o quadro de aulas que o aluno terá ao longo da semana, sabendo então a quantidade de professores, matérias, assunto abordado e o tempo de duração de cada disciplina.

O calendário escolar 2018 também leva em conta coisas como o período para matrículas, as datas comemorativas e os feriados nacionais, estaduais e municipais, incluído também períodos de recesso e em certos anos é feitos “planos B”, como é o caso de eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas.

Já que nestas datas poderão ocorrer pequenas alterações no ano letivo por causa de jogos da seleção brasileira, um bom exemplo disso é que se o Brasil passar para as finais naqueles dias não teremos aulas. Sendo importante dizer que em alguns Estados é apenas liberado o turno que teria aula naquele dia, por os jogos ser geralmente na parte da tarde somente o turno de tarde não tem aula.

O calendário escolar 2018 costuma ser divulgado nos últimos meses do ano anterior. Sendo divulgado pela Secretária do Estado da Educação, em outras palavras, cada Estado libera seu próprio cronograma para a realização de matriculas e feriados e datas comemorativas.

A escola então deverá se encaixar de forma mais confortável para segundo o que foi passado. Simplificando, a escola e o Estado criam uma programação, o Estado quase não interfere, apenas avisando quando irá iniciar a matrícula e algumas outras coisas, e a escola deverá criar seu próprio quadro de aulas.

calendario-escolar-datas-feriados-provas

Uma vez com tudo já estabelecido o que a escola deve fazer é entregar o seu Calendário Escolar 2018 para a Secretária da Educação de seu Estado e esperar a aprovação, por esse motivo ela é feita com alguns meses de antecedência, para caso haja a necessidade de alguma arrumação não prejudique os professores e aos alunos.

O calendário escolar 2018 não deve ser feito de qualquer maneira e nem colocado da forma que “acharem melhor”, pois isso é um desrespeito com a classe dos professores e prejudicais aos alunos e aqueles que trabalham com educação.

Em alguns Estados deverão ser levados em conta também os Sábados letivos, mesmo que não pareça possuir alguns dias a mais no calendário escolar podem mudar e muito a preparação dos professores, fazendo eles levarem em conta as dinâmicas e as matérias que irão realizar com os alunos.

Se ocorrer alguma falha de comunicação do Calendário Escolar do ano letivo 2018 todos os lados saem prejudicados, principalmente os metres e os alunos que dependem ainda mais do Calendário Escolar 2018.

Para acessar, basta acessar o site da Secretária da Educação de seu estado, pois cada estado divulga um período diferente de provas e férias, além de cada estado ter os seus próprios feriados.